Vídeo em Destaque
Prazo para cadastro no Garantia Safra está chegando ao fim
Alimentação Certa
Jovem Cidadão
12/9/2009 4:06:29 PM
Trabalhadores rurais canavieiros asseguram o maior piso salarial do Nordeste

Os trabalhadores e trabalhadoras rurais do setor canavieiro conseguiram assegurar reajuste salarial de 5.87%. Com o aumento, o piso da categoria passou dos R$ 477 para R$ 505 e permanece como maior da região sucroenergética nordestina.
Após um rápido processo de negociação, que teve início no dia 04 de novembro e que selou a convenção coletiva de trabalho 2009/2010 da categoria, as usinas também concederam o reajuste no piso garantia fixado em R$ 13.
Para evitar que o piso canavieiro de R$ 505 seja equiparado ao novo salário mínimo  nacional - que entra em vigor a partir de fevereiro de 2010 e que poderá ser de R$ 507 – o piso garantia de R$ 13 será anexado ao vencimento do trabalhador rural.
“Com isso, o piso base da categoria terá um reajuste programado e poder chegar até R$ 520. Vamos continuar tendo o maior salário canavieiro do Nordeste. Recuperamos as perdas da inflação e ainda tivemos um ganho real. O reajuste foi o maior da região”, acrescentou Antonio Torres,  secretário de Formação e Política Sindical da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag/AL).
O reajuste concedido pelas usinas alagoanas é retroativo a 1º de novembro. Com o aumento dado pelas indústrias do setor canavieiro, Alagoas ultrapassa o piso salarial dos outros estados produtores da região Nordeste e que já fecharam a convenção coletiva 2009/2010.
Em Pernambuco - onde o valor do salário base serve de referência para todo o Nordeste - o piso foi fixado em R$ 495 e no Rio Grande do Norte R$ 485. Os reajustes foram, em média, de 4% e 2%, respectivamente. Em ambos os casos foram determinados pisos garantias no valor de R$ 10. Na Paraíba, o piso é de R$ 482.

Rua Barão de Jaraguá, 488 - Jaraguá - Maceió/AL - Fone/Fax: (82) 3223-4649 | (82) 3326-7374
2010 FETAG/AL - Todos os Direitos Reservados