Trabalhadores rurais fazem protesto na usina Santa Maria

Trabalhadores rurais da usina Santa Maria, localizada no município de Porto Calvo, realizam neste momento um protesto em frente a unidade industrial. O grupo reivindica o pagamento de quinzenas de salariais e de rescisões atrasadas.

O movimento conta com mais de mil pessoas. “Temos mais de 900 trabalhadores da ativa que estão com três quinzenas em atraso, além de 300 que encerraram os contratos de trabalho, mas que também estão sem receber as rescisões”, informou o secretário de Assalariados da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag-AL), Cícero Domingos.

Segundo ele, o movimento conta com a presença de lideranças dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Porto Calvo, Japaratinga e de Jacuipe.

“Estamos num movimento pacífico. Queremos apenas uma reunião com a direção da usina para abrir o canal de negociação para que os pagamentos atrasados sejam realizados”, frisou Domingos.