Trabalhadores debatem projeto para entressafra no I Seminário de Assalariados Canavieiros

Quase 150 trabalhadores e trabalhadoras do corte da cana-de-açúcar e dirigentes sindicais participaram nos dias 02 e 03 do I Seminário de Assalariados Canavieiros promovido pela Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado de Alagoas (Fetag-AL). Em debate esteve implantação do projeto Amigo do Trabalhador, que visa beneficiar os trabalhadores que ficam desempregados na entressafra, e a convenção coletiva de trabalho 2011/2012.

O primeiro dia do seminário o deputado estadual Joãozinho Pereira debateu com os trabalhadores propostas para levar ao governo do estado com o objetivo minimizar as perdas dos trabalhadores do corte da cana que ficam pelo menos quatro meses do ano sem qualquer renda. A proposta foi à criação de um projeto que beneficie o trabalhador com uma bolsa, subsidiada pelo governo estadual, e ainda qualificação profissional.

O secretário de comunicação da Fetag/AL, Cícero Oliveira, explicou que os estados de Sergipe e Pernambuco já implantaram projetos com essa finalidade. Em Sergipe, o projeto Mão Amiga e em Pernambuco, o projeto Chapéu de Coro, já atendem trabalhadores que ficam desempregados na entressafra. “Reunimos as propostas, conversamos com o deputado estadual Joãozinho Pereira e esperamos que esse assunto chegue a Assembleia Legislativa. O governo tem que sensibilizar com a situação desses trabalhadores”, declarou Cícero Oliveira.

 Em Sergipe, por exemplo, o Mão Amiga contribui com R$ 190 mensais, que ajudam na sustentabilidade das famílias canavieiras, e ainda oferece cursos de capacitação. “O objetivo maior desse programa é trazer melhorias para os trabalhadores e esse subsídio contribui muito. Estamos preocupados com a chegada cada vez mais intensa da mecanização que consequentemente vai acarretar no desemprego, algo tem que ser feito”, frisou Nunes dos Santos, secretário de Assalariados da Fetag/SE.

O seminário contou ainda com a presença do Secretario de Assalariados da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Antonio Lucas, com o diretor de assalariado da Fetag/PE, Paulo Roberto, e outros dirigentes sindicais.