Presidente da Fetag-AL apresenta pauta da agricultura familiar a Renan Filho

Com o propósito de discutir as dificuldades enfrentadas pelo movimento sindical rural em Alagoas e no Brasil, o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag-AL), Genivaldo Oliveira, participou, semana passada, de uma audiência com o governador Renan Filho.
No encontro, realizado no Palácio República dos Palmares e que contou com a presença dos secretários de Assalariados e de Políticas Agrícolas da Fetag-AL, respectivamente, Cícero Domingos e Rilda Alves, foram discutidos temas relacionados a manutenção dos ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Previdência Social; garantia de recursos para o PAA e Pronaf, além da questão da reforma agrária.
Na oportunidade, Oliveira denunciou ao Renan Filho o abandono dos assentamentos do Crédito Fundiário que é coordenado em Alagoas pelo Iteral, além do atraso na execução do Programa Amigo Trabalhador, responsabilidade da Secretaria de Trabalho, que prevê o pagamento de uma bolsa mensal aos trabalhadores rurais canavieiros desempregados no período da entressafra. 
Na oportunidade, o líder sindical, que representa mais de 124 agricultores familiares alagoanos, também solicitou que o governo estadual garanta a compra de 30% da merenda escolar de produtos oriundos da agricultura familiar.
Após ouvir as demandas encaminhadas pelos dirigentes da Feteg-AL, Renan Filho se comprometeu dar encaminhamento as questões locais e defender, junto ao presidente interino, a posição da entidade de classe no que se refere a pauta nacional, além de ter se prometido a agendar uma reunião específica, no decorrer desta semana, com participação da Fetag, Unicafes e do secretário de Educação, Luciano Barbosa, para tratar da questão da compra da merenda escolar.