Fetag/AL participa de mais uma assembleia dos credores do Grupo João Lyra

A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado de Alagoas (Fetag/AL) participou na manhã desta terça-feira, 10, de mais uma assembleia entre os credores do Grupo João Lyra e os atuais administradores do grupo. O encontro que aconteceu no Clube do Povo, em Coruripe, foi suspenso sem nenhuma resolução. O que ficou certo foi a nova data da assembleia, 17 de julho.

A assembleia foi suspensa devido a falta de uma programação para o pagamento dos credores e também pela ausência de um levantamento do valor dos bens da massa falida que o Grupo João Lyra possui atualmente. Cerca de 87,17 porcento dos credores presentes na reunião votaram a favor da suspensão da assembleia e esperam que no próximo encontro, as resoluções sejam propostas pela atual administração.
Além da Fetag, dez sindicatos de trabalhadores rurais de diversas cidades do Estado participaram da assembleia e representaram os trabalhadores rurais alagoanos. Segundo Cícero Domingos, secretário dos Assalariados da Fetag/AL, a Federação continuará lutando em defesa dos interesses dos trabalhadores rurais do Estado.
“Esperamos que na próxima assembleia, os administradores nos apresentem um cronograma de pagamentos, pois tanto a Federação quantos os trabalhadores aguardam uma resolução para o problema que tem afetado diretamente a economia local”, disse Domingos.
Ele acrescentou que a dívida atual do Grupo com a Federação e com os sindicatos é de cerca de dois milhões de reais que são dos créditos dos contratos dos trabalhadores que deveriam ser repassados para a entidade e não foram. “A Fetag/AL continuará lutando para que os administradores apresentem uma proposta de pagamento tanto da classe 1, que é a classe dos trabalhadores, quanto para a classe representativa, que é a Fetag/AL e os sindicatos, completou.
Na próxima assembleia, ainda será definido a atual administração do Grupo irá continuar no comando ou se novos membros passarão a ser responsáveis pela administração das empresas.