Comissão interna da Fetag-AL e Sindaçúcar-AL volta a se reunir na próxima semana

Foi marcada para a próxima segunda-feira, dia 24, a partir das 15 horas, na sede da Fetag-AL, em Jaraguá, uma nova reunião entre os representantes do Sindaçúcar-AL e os trabalhadores rurais da zona canavieira. Sem chegar a um acordo sobre o impasse criado com a mudança do regime de contrato de trabalho adotado pela maioria das usinas nesta safra, eles voltam a discutir o problema.

Segundo a Fetag-AL, das 24 usinas de Alagoas, 18 teriam alterado o modelo de contrato de trabalho de tempo indeterminado para tempo determinado. A mudança de regime gerou revolta dos trabalhadores que deixaram de ter direito a aviso prévio, multa rescisória e seguro desemprego.

Na manhã desta quarta-feira, 19, a Comissão Interna de Entendimento formada por dirigentes da Fetag-AL e das usinas alagoanas realizou mais uma reunião para tentar um entendimento que colocasse um ponto final ao impasse, o que não funcionou.

“Sem um acordo, resolvemos encaminhar nossas dúvidas para o delegado do Trabalho em Alagoas, Heth César Bismarck. Ele fará uma análise do material para que possamos ter mais dados que serão discutidos na próxima reunião da comissão interna”, informou Antonio Torres, secretário de Assalariados da Fetag-AL, acrescentando ainda que a Federação também fará uma consulta a Confederação dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).

“Enquanto não se chega a um acordo, o ato público marcado para o próximo dia 26 continua mantido. Mas, estamos abertos para a negociação”, reforçou Antonio Torres.