Audiência no MPT vai debater atraso salarial na destilaria Porto Alegre

Dirigentes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag-AL) e trabalhadores rurais da destilaria Porto Alegre participam na próxima sexta-feira, 07, de uma audiência na sede do Ministério Público do Trabalho em Alagoas. Na pauta da reunião, prevista para às 15 horas, o atraso salarial por parte da destilaria localizada no município de Colônia de Leopoldina.
Segundo informou o secretário de Assalariados da Fetag-AL, Cícero Domingos,  a unidade produtora estaria com quatro quinzenas salariais em aberto. “A Porto Alegre ainda não começou a safra 14/15. Pagaram apenas 40% de uma das quinzenas atrasadas. Os trabalhadores se recusam a trabalhar até que o débito seja quitado”, afirmou Domingos.
De acordo com ele, os trabalhadores são procedentes dos municípios de Novo Lino, Colônia de Leopoldina e Joaquim Gomes. “Esperamos que a empresa mande um representante para a audiência para que possamos negociar todos juntos uma saída para este impasse e possamos por um fim a este atraso salarial”, reforçou.