Amigo Trabalhador vai atender dois mil canavieiros desempregados na entressafra

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Alagoas (Fetag-AL), informou que dois mil canavieiros, que perderam o emprego com o fim da safra 14/15, serão beneficiados pelo programa Amigo Trabalhador.
“O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Emprego, deu o sinal verde e garantiu a execução do programa nesta entressafra, repetindo os moldes da última edição”, informou o secretário de Assalariados da Fetag-AL, Cícero Domingos.
O Amigo Trabalhador prevê uma bolsa qualificação no valor de R$ 130 que será paga pelo período de quatro meses. Os recursos para a execução do programa serão oriundos do Fundo Estadual e Combate Erradicação da Pobreza (Fecoep).
Apesar de o programa prever a realização de cursos profissionalizantes, as capacitações não foram asseguradas pelo Governo do Estado.
Segundo Domingos, os Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) da zona canavieira já iniciaram o cadastro dos trabalhadores aptos a participar do programa.
“Os primeiros lotes já foram enviados esta semana para a Secretaria de Estado do Trabalho que vai fazer a triagem, selecionando os trabalhadores que poderão participar do Amigo Trabalhador. Toda a mobilização deve ser concluída ainda neste mês de junho”, informou o secretário de Assalariados da Fetag-AL.
Em sua terceira edição, o Amigo Trabalhador beneficiou no primeiro ano pouco menos de 100 pessoas e no segundo foram dois mil trabalhadores, repetindo o mesmo quantitativo nesta entressafra.
“Uma dos itens da pauta do Grito da Terra Alagoas, realizado no dia 20 de maio e entregue ao governador Renan Filho, foi a ampliação do número de trabalhadores beneficiados pelo programa, além do aumento do valor pago pela bolsa qualificação e a realização dos cursos profissionalizantes que nunca foram executados nas três edições do programa. Vamos esperar que na próxima entressafra as nossas reivindicações possam ser atendidas pelo governo”, finalizou Cícero Domingos.